Os 8 fatos sobre portaria remota que você não sabia

duvidas sobre a portaria remotaJá citamos aqui no blog os muitos benefícios da portaria remota. Os síndicos que já optaram pelo serviço nos contam que notaram grandes diferenças após a instalação do sistema.

Como muitos prédios ainda contam com a portaria presencial, muito tradicional no país, a portaria remota ainda é novidade e causa algumas dúvidas. Por isso, hoje trouxemos alguns fatos interessantes, que você precisa saber sobre o serviço.

1) O porteiro continua em sua função, mas remotamente

Por mais que o porteiro presencial seja tradicional, a portaria remota traz mais segurança também para este profissional. Os seus serviços continuam os mesmos, porém feitos por meio de uma central de monitoramento, à distância. Assim, o operador (porteiro) tem o controle exato de todas as entradas e saídas de forma muito mais segura.

2) Nenhum visitante entra no condomínio sem a autorização do morador

Isso é uma das principais vantagens da portaria remota e o que faz desse serviço tão eficaz. Quando o visitante chega, solicita o contato via interfone com a central de monitoramento. Então, o operador entra em contato com o morador, que libera ou não a visita. O portão nunca será aberto sem autorização.

3) Deliverys seguem conforme o regimento do condomínio

As entregas de encomendas deverão ser feitas conforme as regras do condomínio. A empresa de segurança continuará operando de forma a permitir a entrada somente de pessoas autorizadas. Porém, cabe ao regimento decidir a forma de entrega: se deve ser feita ao zelador, ao morador, etc.

4) O sistema de portaria remota funciona por até 10 horas sem energia elétrica

Como a portaria remota funciona também por meio da energia elétrica, as empresas de segurança precisam estar preparadas em caso de desligamentos. Por isso, no-breaks modernos permitem o funcionamento do serviço por aproximadamente 10 horas. Caso o tempo sem energia ultrapasse esse período, devem ser tomadas outras providências.

fatos-sobre-portaria-remota-45) Caso o sistema do portão quebre, a empresa terceirizada deverá prestar manutenção

O portão da garagem também é aberto com um controle especial, codificado para cada morador. Por isso, se o portão quebrar ou apresentar algum problema para as entradas ou saídas, a empresa de segurança terceirizada deverá prestar a manutenção necessária.

6) Se o morador perder a tag ou controle, deve solicitar o bloqueio com a empresa responsável

As tags e controles de portão funcionam da mesma forma que um cartão de crédito, por exemplo. Caso o morador perca ou seja roubado, deve acionar a central de monitoramento para efetuar o bloqueio da tag ou controle. Após este procedimento é possível solicitar novos.

7) Sem a ajuda dos moradores a portaria remota pode não funcionar como o esperado

Sim, a ajuda dos moradores nas práticas de segurança do condomínio, fazem com que a portaria remota seja muito mais funcional. Zelar pela sua própria segurança, com atitudes responsáveis, é trabalhar em conjunto com a empresa terceirizada pela segurança de todos.

8) A portaria remota é indicada para condomínios menores

Por motivos de segurança e para funcionar de forma eficiente, a portaria remota é indicada para condomínios com, no máximo, até 50 unidades. Isso permite um maior controle para a central de monitoramento.

Esperamos que você tenha aprendido mais sobre este serviço, que é tendência nos condomínios atualmente. Se você é síndico e busca a portaria remota para o seu condomínio, fale conosco: (41) 3266-9581 l WhatsApp: (41) 98854-0059 l E-mail: comercial@intersept.com.br

Posts recomendados
Comentários
  • Sônia
    Responder

    Nós colocamos a portaria remota em nosso condomínio, no início passamos apenas com um problema de adaptação. Mas agora está fluindo muito bem.

    Síndico Sônia

Deixe um comentário